O QUE É UM CONTO ?

     Conta, conta, conta.

    Calma ! Tentarei, como em um conto, ser sucinto e conciso em explicar o que é um Conto.  Há contos de fadas  (são os contos infantis), e contos adultos - e todos possuem esta característica: são curtosAo escritor de contos dá-se o nome de contista.

Conto é uma forma de narrativa, em prosaobra de ficção de menor extensão no sentido estrito de tamanho em relação às novelas e romances, os quais são extensos e com muitas personagens. Ora, se todos são curtos, depreende-se que, para formar um todo harmonioso, os contos devem ser sucintos (ter densidade) e concisos (ser curtos), claros e objetivos (ter precisão - sem lero-lero) 

 

O eixo narrativo do conto (o esqueleto) aborda um só conflito, um só drama e uma só ação. Diferentemente  das novelas, que são longas, não se detém em pormenores secundários, razão pela qual o conto aborrece as divagações, digressões e os excessos. 

A unidade de ação condiciona as demais características do conto, assim que a noção de espaço é a primeira que cabe examinar, ou seja, o lugar geográfico, por onde as personagens circulam  é sempre de âmbito restrito. À noção de espaço segue-se imediatamente a de tempo. E aqui também se observa igual unidade.

Com efeito os acontecimentos narrados no conto podem dar-se em curto lapso de tempo, já que não interessam o passado e o futuro (meses e anos). A trama toda se passa em horas, ou dias. Seria tipo "se vira nos trinta". Não é cheio de 'nove-horas' e lero-lero; tem que ser rápido, claro e objetivo. É uma história curta, concisa e sucinta.  Entendeu ?  Fui claro ? 

       O conto precisa causar um impacto, um efeito singular no leitor, não pode ser enfadonho, deve causar muita excitação e emotividade e prender a atenção do leitor.  Sendo o gênero literário mais moderno e que maior vitalidade possui, pela simples razão que as pessoas jamais deixarão de contar o que se passa, nem de interessar-se pelo que lhes contam de forma bem contada. 

       Sendo curta, é a mais difícil e a mais disciplinada forma de escrever prosa, pois num romance, pode o escritor ser mais descuidado e deixar escórias e superfluidades, que seriam descartáveis, mas num conto quase todas as palavras devem estar em seus lugares exatos, com uma precisão cirúrgico-literária. O contista não pode ser prolixo (cheio de lero-lero).  

CARACTERÍSTICAS PRINCIPAISRESUMINDO:

1) contos são estórias em prosa, curtas, sucintas e concisas, menores que novelas (que são longas);

2) o eixo narrativo do conto prima pela concisão, precisão e densidade;

3) o conto tem um só conflito, um só drama e uma só ação no espaço e no tempo;

4) deve surtir no leitor uma unidade de efeito ou impressão total.     

Já no tocante ao Conto de Fadas, para que uma estória seja classificada como tal, deve abranger 4 etapas narrativas:

1 - a travessia - que leva o heroi ou heroína a um lugar diferente, cheio de magia e fantasia. (p.ex. - Joãozinho e Mariazinha saem da casa paterna e são deixados na floresta, que representa o mundo desconhecido. A saída do lar e a caminhada pela floresta representa a travessia para um mundo desconhecido.

2 - o encontro com a presença diabólica, que pode ser uma bruxa, uma madrasta má ou alguma outra figura com características malévolas: (o encontro de Joãozinho e Mariazinha com a bruxa da casa de doces).

3 - a conquista, etapa na qual o heroi ou heroína irá travar uma luta de vida ou morte com a figura malévola do conto e que resultará na morte desta última. (Mariazinha luta com a bruxa, derrubando-a no caldeirão fervente).

4 - a celebração - onde haverá ou um casamento, ou uma reunião de família, em que estarão comemorando a morte da figura malévola e todos então poderão viver felizes para sempre. É uma catarse. (Joãozinho e Mariazinha retornam à casa paterna trazendo joias, que simbolizam o conhecimento adquirido, enriquecimento psicológico e maturidade).

  As narrativas nas quais os personagens são objetos ou seres inanimados recebem o nome de apólogo. Aproveite, caro leitor/a, e leia no nosso Navegador o título Um Apólogo, onde as personagens são uma agulha e um novelo de lã.

      TIPOS DE CONTOS: