Nosso compromisso é fazer com que crianças e adolescentes se interessem pela literatura e cresçam em caráter, aliado ao conhecimento.

edimilsopimentel2017@gmail.com

 

A GUERRILHA DO ARAGUAIA

 

O que sempre movimentou e movimentará os animais irracionais pela sobrevivência são: alimentação e reprodução.

 

Mas na espécie humana, alimentação e reprodução são apenas meros fatores fisiológicos acessórios e secundários no afã da perpetuação do ego humano. O que interessa na espécie humana é simplesmente o poder (político, militar, religioso e financeiro), eixo motriz da ambição máxima que sempre movimentará as ações humanas pela perpetuação de seu próprio nome (ego). Aliado ao poder está o fator financeiro e, ao poder financeiro está a tirania. Assim, depreende-se que o órgão mais sensível do corpo humano é o bolso. Quer um exemplo prático ? - tire tudo de uma pessoa, mexa em seu bolso – vira uma fera .

 

No cenário mundial dos acontecimentos, ao longo dos séculos, tal como na estátua de Nabudodonosor, do profeta Daniel, reinos sobem e caem, impérios se formam e se esmiúçam, nomes são perpetuados e muitos reis e poderosos são assassinados e executados. É o caso recente do ditador líbio Muhamar Kadaffi e de Saddam Hussein, do Iraque. É a ambição pelo poder. Não é à toa que muitos dirigentes de países são executados sumariamente como Saddam e Kadaffi.

Há um braço de interesses a movimentar os governos no mundo – o braço dos Estados Unidos da América do Norte e nesse braço estão os dedos – da CIA. Metem o dedo em tudo. São eles que atualmente dão as cartas e ditam as regras policiais do mundo, para manter os EUA no topo da influência militar e bélica.

 

Atualmente o império e poderio militar estão, inegavelmente, em mãos dos EUA. Porém, há outros países que detêm o poder financeiro - Japão e Alemanha. E há outros países-leõezinhos em crescimento, os chamados países do BRIC – Brasil, Rússia, India e China.

 

Os Estados Unidos da América do Norte, ditaram e ainda ditam as suas regras aqui na América Latina, notadamente no Brasil, derrubando governos, financiando e ascendendo ao poder certas pessoas de seu interesse. Assim foi na morte de Getúlio Vargas e na instituição da ditadura militar no Brasil, nos anos 70, para trancar a corrida comunista que ameaçava o poder democrático e republicano do País do Tio Sam. Os ideais comunistas russos eram o bicho-papão da vez. E, como o comunismo se espalhava pelo mundo (URSS, China e Cuba), estava prestes a atingir o Brasil, o governo estadunidense financiou e armou o exército brasileiro contra campanhas guerrilheiras aqui em terra tupiniquim para frear a ascendência comunista. Tudo questão de poderio e interesses econômicos.

 

A Guerrilha do Araguaia deu-se no chamado Bico do Papagaio (região geográfica localizada entre os Estados do Pará, Maranhão e Tocantins). Eram pessoas membros do PcdoB composta por médicos, estudantes, advogados, engenheiros, professores, pessoas românticas e utópicas que sonhavam e tinham como objetivo um país melhor nos moldes da revolução socialista da China e Cuba. A revolução deveria iniciar-se no campo e não nas cidades. Mas a CIA movimentava outros interesses no Brasil, razão pela qual financiou e armou as Forças Aramadas brasileiras para frear a ascensão do comunismo. O Major Curió foi peça-chave na erradicação daquele “mal”. As ações de repressão pelas forças armadas entre os anos de 72 e 75 (governos Médici e Geisel) na ditadura de 1964 a 1985 houve censura de imprensa e violação aos direitos humanos pelo AI 5, ocasionou detenções, torturas, desaparecimentos e mortes de civis (conhecidos hoje como desaparecidos políticos), estudantes, membros do PcdoB (facção armada do PCB) partido político então na clandestinidade no Brasil.

 

Versão para impressão