Nosso compromisso é fazer com que crianças e adolescentes se interessem pela literatura e cresçam em caráter, aliado ao conhecimento.

edimilsopimentel2017@gmail.com

 

 

A palavra “candidato” provém do latim “candidatus”, isto é, vestido de branco (candidus).
Passa batido ao vulgo eleitor ao depositar o seu voto na urna eleitoral ao eleger um determinado candidato, assim como não tem a menor noção a mulher comum acometida de cândida sobre a origem da palavra cândida.  Ambas as palavras têm origem comum.   Por extensão, a mulher que tem cândida (aquele líquido branco) não sabe que a origem da palavra (e não da infecção) provém do latim "candidus". No dicionário lê-se: cândido, candidez, candura, candor - significado: puro, sincero, inocente. Podemos confiar cegamente na criança porque a sua candura é algo que nos cativa. A palavra candor é de uso comum na língua espanhola.
        Na antiga Roma o traje mais usado pelos cidadãos era a toga - vestimenta muito volumosa que cobria todo o corpo e possibilitava a identificação do grupo social a que pertencia. Como roupa interior, as mulheres usavam uma faixa de tecido no peito e uma faixa de tecido colocada à volta dos rins e os homens usavam também, no início, uma faixa de tecido colocada à volta dos rins.
        Quem se dispusesse a concorrer a um cargo público precisava angariar votos dos cidadãos; portanto, vestia-se e luzia uma toga branca, sinônimo de sua pureza e probidade na vida familiar e pública, simbolizando, assim sua pureza e idoneidade moral.  Um senador romano geralmente perambulava pelas ruas de Roma vestido com uma toga branca. Quando a plebe, descobria que o seu “candidato” não era tão puro assim e, cometia lá seus deslizes, atirava lama em suas vestes brancas. 
  Eis porque devemos exigir de um candidato ou candidata que a sua vida, e não apenas as suas roupas, estejam limpas e sejam alvas!, que seja cem por cento probo e cândido.
        Por que será que nossos políticos gostam de usar ternos pretos ?  Questão de índole ? reflexo de caráter ?.

Versão para impressão