Nosso compromisso é fazer com que crianças e adolescentes se interessem pela literatura e cresçam em caráter, aliado ao conhecimento.

edimilsopimentel2017@gmail.com

A ESTÁTUA DE NABUCODONOSOR
 
      Quisera eu ter ingressado em uma Instituição onde o chefe e o subordinado entoassem a uma só voz o hino da corporação, tivessem um único interesse em prol da sociedade e da nação, onde o movimento das teclas do computador tendessem sempre para digitar e fazer a Justiça, sem a premência dos prazos e ameaças constantes de PDs. E que nenhum chefe pudesse arvorar-se o direito de ser acima da Lei, com cabeças altivas e soberbas, orgulho exacerbado e autointitulando-se “doutor”. Como diria Bertold Brecht: Ah !, se os tubarões fossem homens !
     Enfim, quisera eu trabalhar livre, sem estresses, sem perseguições, sem falsos amigos e sacudir honrosamente a jaqueta e descansar em berço esplêndido, finalmente aposentado. Quisera !
 
    Ora, há na corporação uma Corregedoria, instrumento de manipulação a serviço da vontade da administração. Mas PDs são verdadeiros simulacros de procedimentos administrativos formalizados pela Corregedoria, que está acima do bem e do mal, sem fiscalização externa; PDs esses camuflados de discricionariedade a critério da administração, destinados a conferir uma aura e aparência de legalidade a seus atos que com a vetusta Lei de 1965, arvorada pela Corregedoria, propicia interpretações de acordo com a vontade e interpretação, necessidade e intenção, interesse e gula dos administradores da república dos deltas.
 
O espaço abissal que há entre os cabeças de ouro e os pés de barro incentiva a letargia em detrimento da inovação, renovando-se a lenda de que os deltas são deuses e os agentes colaboradores reles mortais; nesses espaço abissal entre os deuses e os mortais não há espaço para a argumentação e a diplomacia, pois as verdades daqueles são verdades pétreas, inabaláveis. Mas o coração tem razões que a própria razão desconhece. É esse precisamente o ponto, o calcanhar de Aquiles. “... mas se quiserdes testar a capacidade maléfica de alguém dai-lhe o poder ”.
 
      São procedimentos decididos entre quatro paredes, na república dos deltas acostumados a agir autoritariamente impondo suas idéias prepotentes, intimidando e desestruturando psicologicamente servidores corretos, probos e portadores de ética, este é o meu grito.
    Com nítido desvio de finalidade, e sob a égide do juízo de conveniência, esses PDs têm por fim precípuo a flagrante intenção, não de apurar certos fatos, mas sim de antemão apenar, questionável do ponto de vista jurídico até porque a balança da razão dos que estão no poder pende de forma diferente da balança dos que não estão no poder.
 
Quase todos os homens conseguem enfrentar a adversidade, mas se quiserdes testar a capacidade maléfica de alguém dai-lhe o poder
(Abraham Lincoln . 1809 – 1865 - presidente dos EUA)
 
E acrescento:
 
Na perseguição, todo homem tem o seu dia de cão, mas todo cão terá o seu dia de rato”
Anônimo
 
 Em suma, para oxigenar e revitalizar a corporação é mister aproximar todos os níveis hierárquicos, expurgar o lema militar “hierarquia e disciplina” ou PD, e encorajar as investigações criteriosas, o entendimento claro dos conceitos e metas, a discussão franca e aberta, eliminar focos de exacerbação pessoal, desencorajado o desenvolvimento de lendas arcaicas. Tornem-se os deuses mortais e imortalizem a ética e a moral.
 

Versão para impressão