OS TRES LEÕEZINHOS
Era uma vez, numa determinada floresta, uma leoa-mãe havia dado à luz 3 leõezinhos bem bonitinhos: O Rax, o Rix e o Rex. Um dia o macaco, representante eleito dos animais súditos, malandro e puxa-saco, fez uma reunião com toda a bicharada da floresta e...
 
Você é nosso visitante número:
Visitantes online
O melhor, mais ilustrado e completo site de fábulas e contos do mundo é brasileiro.
 

 

Cidade de Selçuk - acima, em primeiro plano, Mesquita de Santa Izabel  - depois, em segundo plano - Igreja de São João no Monte Ayasoluk. Os colonizadores gregos encontraram os habitantes da Ásia cultuando uma deusa a qual identificaram como Ártemis. Eles então construíram um pequeno templo no qual foi reconstruído e aumentado muitas vezes na quarta expansão, o Templo foi incluído na lista das maravilhas do mundo. O templo levou cerca de 120 anos para ser terminado. Media 138 metros de comprimento, por 71,5 metros de largura, com colunas de 19,5 metros de altura e era famoso pelas obras de arte, entre elas a escultura da deusa Ártemis (Diana, em romano) em ébano, ouro, prata e pedra preta. Foi destruído duas vezes: a primeira em 356 antes de Cristo (na noite do nascimento de Alexandre), em um incêndio causado por um maníaco, Eróstrato; a segunda no século III antes de Cristo, por um ataque dos godos. Restaram algumas esculturas e objetos que, hoje, estão no Museu Britânico, em Londres. Hoje resta somente uma coluna de pé. Nota: Foi no “Reino da Lídia” que surge a cunhagem em série das primeiras moedas usadas para as transações comerciais, cujo sistema monetário os povos conhecem até hoje.

Templo de Diana

Acima. Como deveria ter sido o Templo de Diana, na cidade de Éfesus. Hoje só resta uma coluna em pé, abaixo. 

 

Cisterna, em Éfesus.

Hércules.

Rua dos Curetes, em Éfesus, em direção à Biblioteca de Celsus. Prédios adminstrativos, monumentos, templos, estátuas e fontes. Depois de caminhar pouco mais de 500 m a partir da entrada, por essa rua, chega-se ao Portão de Hércules. Esse portão é uma passagem ladeada por duas belas estátuas e marca o início da rua Curetes (essa aí da foto), definida por um guia como a Champs-Élysées de Éfeso. Não é necessário dizer que ela é, ainda hoje, magnífica. É até difícil de imaginar a beleza daquela rua em seus tempos áureos. Calçada com pedras claras e com estátuas de pessoas proeminentes em ambos os lados, essa rua ligava a Praça Domiciana à Biblioteca de Celsus (lá ao fundo). Tenho certeza de que a Champs-Élysées perde de longe.

A parte mais bonita de Éfeso: a grande Biblioteca de Celsus. O prédio, construído entre os anos de 117 e 120 d.C, tem dois andares, com colunas belíssimas e com estátuas em sua entrada.  É impossível não ficar de boca aberta. O mais interessante é que, na parte oposta da praça da biblioteca, havia uma passagem que levava direto a um bordel. Isso mesmo, havia até bordel em Efesus e se chamava a Casa do Amor.   Nesse local, foi encontrada uma pequena estátua de Priapos, hoje em exibição no Museu de Éfeso. 

 Rua dos Curetas.

Os figos da Turquia são uma delícia e muito baratos. 5 reais o quilo.

 

Placa indicativa da Casa da Virgem Maria.

 Fila para entrar na Casa da Virgem Maria.

 Parte externa da Casa da Virgem Maria, em Éfeso.

Fonte de água mineal, natural defronte da casa da Virgem Maria.

Muro onde são colocados os pedidos e preces.

 Venda de souvenirs ao lado da casa da virgem Maria.

 

Hotel Rebetika, onde ficamos hospedados, em Selçuk (Éfesus) 

Interior de uma mesquita, em Selçuk.

 

 
Versão para Impressão     



 Envie seu comentário abaixo
Nome: 
E-mail: 
Comentário: 
 Código de validação: 
54162
 
  FÁBULAS
CONTOS
CONTOS de FADAS
ARTIGOS
CRÔNICAS
  LENDAS
FOLCLORE
PARLENDA
TRAVA-LÍNGUAS
1001 PERGUNTAS
DiTADOS POPULARES
CHARADAS
PIADAS
MITOLOGIA GRECO-ROMANA
POESIAS
RELIGIÃO
BIOGRAFIAS
PARTITURAS
CANTINHO DO ALUNO
LOGIN / LOGOUT