OS TRES LEÕEZINHOS
Era uma vez, numa determinada floresta, uma leoa-mãe havia dado à luz 3 leõezinhos bem bonitinhos: O Rax, o Rix e o Rex. Um dia o macaco, representante eleito dos animais súditos, malandro e puxa-saco, fez uma reunião com toda a bicharada da floresta e...
 
Você é nosso visitante número:
Visitantes online
O melhor, mais ilustrado e completo site de fábulas e contos do mundo é brasileiro.
 

Royalty é uma palavra de origem inglesa que se refere a uma importância cobrada pelo proprietário de uma patente de produto, processo de produção, marca, entre outros, ou pelo autor de uma obra, para permitir seu uso ou comercialização.[1] Seu plural é royalties.

No mercado do franchising o conceito de royalty é muito comum.

Uma Patente, na sua formulação clássica, é uma concessão, conferida pelo Estado, que garante ao seu titular a propriedade de explorar comercialmente a sua criação. Em contrapartida, é disponibilizado acesso ao público sobre o conhecimento dos pontos essenciais e as reivindicações que caracterizam a novidade no invento.

Os direitos exclusivos garantidos pela patente referem-se ao direito de prevenção de outros de fabricarem, usarem, venderem, oferecerem vender ou importar a dita invenção.

Diz-se também patente (mas, no Brasil, com maior precisão, carta-patente) o documento legal que representa o conjunto de direitos exclusivos concedidos pelo Estado a um inventor.

produção= produzir, criar algo

marca = o nome de um produto

franchising = Franchising (do inglês, Franqueamento) é um esquema utilizada pela administração que tem como propósito um sistema de venda de licença, onde o franqueador oferece sua marca, e conhecimento do negócio ao franqueado, que por sua vez, investe e trabalha de graça e paga parte do faturamento ao franqueador sob a forma de royalty.

 

 
Versão para Impressão     
   
Nome:   ISRAEL TAVARES BATISTA
Comentário:  Quero em verdade saber se o fato de ter deferida a carta-patente em favor do inventor já é prerrogativa natural; ou se é necessário outro processo para se ter direito ao recebimento de Royalties; ainda, se é necessario que o inventor ofereça franquias e delas receba os tais Royalties; quero saber se ao adquirir o produto do inventor já será recolhido e destinado à sua conta os valores que lhe são devidos a título de Royalties??????
   
Nome:   ISRAEL TAVARES BATISTA
Comentário:  Quero em verdade saber se o fato de ter deferida a carta-patente em favor do inventor já é prerrogativa natural; ou se é necessário outro processo para se ter direito ao recebimento de Royalties; ainda, se é necessario que o inventor ofereça franquias e delas receba os tais Royalties; quero saber se ao adquirir o produto do inventor já será recolhido e destinado à sua conta os valores que lhe são devidos a título de Royalties??????



 Envie seu comentário abaixo
Nome: 
E-mail: 
Comentário: 
 Código de validação: 
47827
 
  FÁBULAS
CONTOS
CONTOS de FADAS
ARTIGOS
CRÔNICAS
  LENDAS
FOLCLORE
PARLENDA
TRAVA-LÍNGUAS
1001 PERGUNTAS
DiTADOS POPULARES
CHARADAS
PIADAS
MITOLOGIA GRECO-ROMANA
POESIAS
RELIGIÃO
BIOGRAFIAS
PARTITURAS
CANTINHO DO ALUNO
LOGIN / LOGOUT